Exposição de fotografia de Rui Hermenegildo

rui_banner

UM LIVRO QUASE ABERTO

“Partamos do princípio de que a fotografia originária nesta série é aquela em que a rua e quem nela passa são perspectivados a partir de um ponto bem alto de onde o olhar mergulha a pique sem prescindir do seu lugar resguardado de observador retirado. Este é provavelmente o momento em que o sujeito da ficção que nos vai ocupar sabe já que vai descer ao nível do fluxo anónimo entrevisto. A calçada, os carris do eléctrico transportam e evocam uma história colectiva que esse sujeito se prepara para reconduzir a uma história pessoal. Se esta é extraível da primeira e a ela retorna, na melhor das hipóteses, enriquecida e enriquecedora, é justamente porque a flecha do tempo e as coordenadas do espaço se complexificam para além do que julgamos identificar. A compulsão de ubiquidade mobiliza este olhar que procura rodear a figura humana, ao isolá-la, de frente, de perfil, de trás, de baixo, de cima, de muito perto, ao longe, na luz e na obscuridade, no movimento e na quietude, no esforço e no lazer….” Leonor Nazaré

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: