Exposição de Marta Barata – Ressentir

ressentir

O convívio com os suportes comunicacionais no espaço público é imediato e existe desde de que se tem consciência (subjectiva ou não) desse mesmo espaço e, os cartazes, as presenças ininterruptas que embebem essa paisagem urbana. Paisagem que subtilmente se vai decompondo, delineando uma outra paisagem em si mesma, obedecendo ao princípio da desmontagem e remontagem dos seus próprios fragmentos.

O trabalho emerge do respigar, ao longo dos percursos, de paradigmas indiciários que se prendem aos pormenores, aos sinais episódicos, aos elementos tidos como de menos importância, marginais, residuais e que poderão ajudar à decifração de um qualquer enigma.

De 8 de Novembro a 8 de Dezembro 08

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: